Fórum Oficial da ANASP

Bem-vindo ao Fórum Oficial da ANASP, Fundada em 2009 | Associação Nacional Agentes Segurança Privada | Portugal

Registe-se, conecte-se e contribua no melhor fórum de divulgação da Segurança Privada.

Visite-nos no Site Oficial ANASP em www.anasp.pt.vu

ANASP nas Redes Sociais

Siga-nos nas principais redes sociais e acompanhe todas as novidades!

FACEBOOK
Subscreva e comente as actividades e notícias da ANASP
Siga aqui https://www.facebook.com/AssociacaoNacionalDeAgentesDeSegurancaPrivada

TWITTER
Ligue-se à maior rede social corporativa do mundo
Siga aqui https://twitter.com/ANASPups

YOUTUBE
Acompanhe e partilhe os vídeos da ANASP
Subscreva aqui http://www.youtube.com/user/ANASPTV
Fórum Oficial da ANASP

Bem-vindo ao Fórum Oficial da ANASP, Fundada em 2009 | Associação Nacional Agentes Segurança Privada | Portugal

ANASP - Associação Nacional Agentes Segurança Privada

"UNIDOS PELO SECTOR"

Sede: Urbanização Caliço, Lote P10, Frente A, 8200 Albufeira (ao lado terminal autocarros Albufeira)
Delegação Faro: Rua Libânio Martins, nº14, Fração B na União de Freguesias da Sé e São Pedro.

Delegação Lisboa:  Rua Abranches Ferrão Nº 13, 1º, 1600-296 Lisboa (Em frente à Loja do Cidadão das Laranjeiras)

Delegação Braga: Rua Dr. Francisco Duarte, 75/125, 1º, Sala 23, C.C. Sotto Mayor – 4715-017 Braga

 (ao lado Segurança Social de Braga, contactar Dra. Eva Mendes)

Telemóvel: 938128328 Telefone: 289048068


Horário de atendimento: Segunda a Sexta: 09h/12h - 14h/17h

Telefone: +351 253 054 799

Telemóvel: /+351 965293868  / +351 936345367(tag) / +351 917838281

Email: geral.anasp@gmail.com

Últimos assuntos

» ofertas emprego
Sex 31 Jul 2015, 14:34 por ANASP

» ofertas emprego
Sex 31 Jul 2015, 14:31 por ANASP

» Ofertas emprego
Sex 31 Jul 2015, 14:28 por ANASP

» Ofertas de Emprego Segurança Privada
Sex 31 Jul 2015, 13:54 por ANASP

» (2)ANASP_Newsletter_23julho
Qui 23 Jul 2015, 14:23 por ANASP

» ANASP_Newsletter_23julho
Qui 23 Jul 2015, 14:16 por ANASP

» (2)ANASP_Newsletter_16julho
Qui 16 Jul 2015, 14:43 por ANASP

» ANASP_Newsletter_16julho
Qui 16 Jul 2015, 14:10 por ANASP

» (2)ANASP_Newsletter_15julho
Qua 15 Jul 2015, 13:58 por ANASP

Galeria


Navegação


    Portugueses sentem-se mais seguros com videovigilância

    Compartilhe
    avatar
    ANASP
    Admin

    Mensagens : 3215
    Reputação : 61
    Data de inscrição : 17/07/2009
    Idade : 37
    Localização : Portugal
    02032010

    Portugueses sentem-se mais seguros com videovigilância

    Mensagem por ANASP

    Barómetro
    Portugueses sentem-se mais seguros com videovigilância

    por SÓNIA SIMÕES

    Portugueses sentem-se mais seguros com videovigilância

    Maioria considera o País pouco seguro, mas nunca foi vítima de crime. Mais polícias reduziriam sentimento de insegurança.

    Cada vez mais portugueses só se sentem seguros na presença de sistemas de videovigilância, considerando-os repressivos de actos criminosos e um meio de auxílio para as forças de segurança, revela o Barómetro de Segurança ontem divulgado pela empresa "Fire&Security". No entanto, grande parte dos inquiridos nunca foi sequer vítima de um crime.

    As conclusões do estudo feito pelo quarto ano consecutivo revelam que o número de defensores da videovigilância tem aumentado a par do sentimento de insegurança. Em 2008, 52,6% dos inquiridos revelaram sentir-se mais seguros com a videovigilância, no ano passado a percentagem aumentou para 64% em cerca de 800 inquiridos que vivem em Faro, Grande Lisboa, Porto e Viseu.

    O sentimento de insegurança nos portugueses revela poucos sinais de melhoria. Isto porque 55 % dos inquiridos considera que num ano a segurança dos cidadãos "piorou", e 26,9% que "piorou bastante". Só 15, 5% considera a melhoria. Os resultados são semelhantes quando a pergunta é feita em relação a uma Europa e um Mundo mais seguro. Quanto às perspectivas de futuro, 53% considera que a segurança "irá piorar".

    Ainda assim, não é o sistema videovigilância o meio mais apoiado para reduzir o sentimento de insegurança. 49,1% dos inquiridos considera que aumentar o número de efectivos policiais é a melhor forma de combater este sentimento.

    Seguem-se leis mais rígidas, maior formação das forças de segurança e melhoria nas condições de vida. Aliás, o desemprego é o factor mais considerado para explicação da criminalidade.

    Mas o sentimento de insegurança nem sempre anda de braço dado com a vitimização. Neste último estudo, cujos dados foram recolhidos entre 15 de Novembro e 23 de Dezembro, foi introduzida uma questão nunca feita anteriormente: se os inquiridos já tinham sido vítimas de crimes. 62% responderam negativamente, contra os quase 36% que referiram já terem sido, d e facto, vítimas de um crime.

    As cifras negras, tantas vezes sublinhadas pelas autoridades, também estão bem patentes nestas conclusões: quase 30% das vítimas de crime não apresentou sequer queixa às autoridades.

    No barómetro encomendado a uma empresa de consultadoria, os portugueses referiram ainda que é na rua que se sentem mais inseguros. Seguem-se locais como parques de estacionamento, transportes públicos e junto a dependências bancárias. Daqui a ne- cessidade de instalar câmaras de videovigilância em transportes públicos, por exemplo. No entanto, há um certo receio na manipulação das imagens recolhidas.

    Em casa é onde a maioria se sente bem e em segurança.


    _________________
    UNIDOS PELO SECTOR
    Compartilhar este artigo em: BookmarksDiggRedditDel.icio.usGoogleLiveSlashdotNetscapeTechnoratiStumbleUponNewsvineFurlYahoo!Smarking


      Data/hora atual: Qua 16 Ago 2017, 23:52