Fórum Oficial da ANASP

Bem-vindo ao Fórum Oficial da ANASP, Fundada em 2009 | Associação Nacional Agentes Segurança Privada | Portugal

Registe-se, conecte-se e contribua no melhor fórum de divulgação da Segurança Privada.

Visite-nos no Site Oficial ANASP em www.anasp.pt.vu

ANASP nas Redes Sociais

Siga-nos nas principais redes sociais e acompanhe todas as novidades!

FACEBOOK
Subscreva e comente as actividades e notícias da ANASP
Siga aqui https://www.facebook.com/AssociacaoNacionalDeAgentesDeSegurancaPrivada

TWITTER
Ligue-se à maior rede social corporativa do mundo
Siga aqui https://twitter.com/ANASPups

YOUTUBE
Acompanhe e partilhe os vídeos da ANASP
Subscreva aqui http://www.youtube.com/user/ANASPTV
Fórum Oficial da ANASP

Bem-vindo ao Fórum Oficial da ANASP, Fundada em 2009 | Associação Nacional Agentes Segurança Privada | Portugal

ANASP - Associação Nacional Agentes Segurança Privada

"UNIDOS PELO SECTOR"

Sede: Urbanização Caliço, Lote P10, Frente A, 8200 Albufeira (ao lado terminal autocarros Albufeira)
Delegação Faro: Rua Libânio Martins, nº14, Fração B na União de Freguesias da Sé e São Pedro.

Delegação Lisboa:  Rua Abranches Ferrão Nº 13, 1º, 1600-296 Lisboa (Em frente à Loja do Cidadão das Laranjeiras)

Delegação Braga: Rua Dr. Francisco Duarte, 75/125, 1º, Sala 23, C.C. Sotto Mayor – 4715-017 Braga

 (ao lado Segurança Social de Braga, contactar Dra. Eva Mendes)

Telemóvel: 938128328 Telefone: 289048068


Horário de atendimento: Segunda a Sexta: 09h/12h - 14h/17h

Telefone: +351 253 054 799

Telemóvel: /+351 965293868  / +351 936345367(tag) / +351 917838281

Email: geral.anasp@gmail.com

Últimos assuntos

» ofertas emprego
Sex 31 Jul 2015, 14:34 por ANASP

» ofertas emprego
Sex 31 Jul 2015, 14:31 por ANASP

» Ofertas emprego
Sex 31 Jul 2015, 14:28 por ANASP

» Ofertas de Emprego Segurança Privada
Sex 31 Jul 2015, 13:54 por ANASP

» (2)ANASP_Newsletter_23julho
Qui 23 Jul 2015, 14:23 por ANASP

» ANASP_Newsletter_23julho
Qui 23 Jul 2015, 14:16 por ANASP

» (2)ANASP_Newsletter_16julho
Qui 16 Jul 2015, 14:43 por ANASP

» ANASP_Newsletter_16julho
Qui 16 Jul 2015, 14:10 por ANASP

» (2)ANASP_Newsletter_15julho
Qua 15 Jul 2015, 13:58 por ANASP

Galeria


Navegação


    os preconceitos de uma sociedade contra certas actividades profissionais!

    Compartilhe
    avatar
    mjtc

    Mensagens : 194
    Reputação : 9
    Data de inscrição : 17/06/2010
    Localização : lisboncity
    18062010

    os preconceitos de uma sociedade contra certas actividades profissionais!

    Mensagem por mjtc

    Infelizmente, vivemos numa sociedade, onde a descriminação, o preconceito, a inveja e a falsidade, contribuem para criar um ambiente de conflitos, de incompreensão, de indiferença, de negação cega, de fanatismo, etc. estes graves defeitos também se aplicam as empresas de segurança pública e privada, que são alvos a abater por populações preconceituosas, que invejam as suas actividades. na gíria popular, todos os indivíduos que usam farda e gravata, ou mesmo fato, no exercício das suas funções, no emprego a que foram destinados, escolheram esta actividade, por não saberem fazer mais nada. é este infelizmente, o tipo de preconceito que faz parte do imaginário popular. e é contra este preconceito, que devemos começar a lutar, a modificar a mentalidade das pessoas, através de informação, conhecimento, que possa lançar sementes nas mentes das massas embrutecidas, tornar as suas mentes mais lúcidas para uma melhor compreensão da vida, conduzindo a um mundo melhor. todas as actividades profissionais tem as suas vantagens e desvantagens, qualidades e defeitos. não existe nenhum emprego utópico, maravilhoso, perfeito, trata-se apenas de ilusões, de mentes incompreendidas e crédulas. e é estes preconceitos que a humanidade possui que devem ser combatidos. a partir daqui, é que podemos olhar com clareza, compreensão e tolerância às diferenças dos outros. a segurança privada e pública precisa de formação baseada nas relações públicas, de um certo nível cultural médio, de tolerância, compreensão, e paciência na relação com o público e os clientes onde prestam serviço:
    - existem bons e maus seguranças;
    - existem bons e maus chefes;
    - existem pessoal competente, culto e educado;
    - existem colegas que estão nas tintas para o serviço, reforçando a ideia popular de que ser segurança não vale nada;
    - existem indivíduos com boa apresentação, higiene e outros que não tem o mínimo asseio devido à má educação que tiveram no meio familiar onde estão inseridos.
    - existem vigilantes com hábitos de alcoolismo e drogas, como em qualquer actividade profissional, o que põe em causa a imagem da empresa.
    por esse motivo, é que devem existirem centros de formação profissional, que incluem essas qualidades citadas anteriormente, para tornar a actividade de segurança mais profissionalizante e especializada. mas nunca confundir com as regras militares, pois essas pertencem a realidades diferentes. devemos criar as regras conforme a realidade onde se está inserido, contribuindo assim para a reputação, prestígio e orgulho de ser um agente de segurança privada.
    esperemos que essa idade de ouro chega um dia.
    os meus cumprimentos a todos os seguranças da privada e da pública.
    Compartilhar este artigo em: BookmarksDiggRedditDel.icio.usGoogleLiveSlashdotNetscapeTechnoratiStumbleUponNewsvineFurlYahoo!Smarking

    avatar

    Mensagem em Sab 19 Jun 2010, 19:56 por mjtc

    meus caros colegas!

    Em relação ao que escrevi sobre a imagem e os preconceitos da segurança privada e pública, devo acrescentar que também existe uma imagem desfavorável à segurança pública, que é do conhecimento geral. é verdade que existem agentes de segurança pública competentes, educados, cultos, prontos a ser prestáveis para com o cidadão. mas na minha opinião, baseado no ponto de vista que tenho, dado a conversação com vários cidadãos e atitudes, comportamentos de cidadãos para com a segurança pública, devo frisar que as pessoas tem uma má imagem da segurança pública devido ao abuso da autoridade da parte de certos agentes, que vieram das zonas rurais para as zonas urbanas, e não estando preparadas para novos ambientes, que requerem novas compreensões, atitudes, comportamentos adequados e tolerância. por isso motivo, é que muitas vezes, os agentes de segurança pública são transferidos de norte para sul, ou vice-versa, para integrar-se nos novos ambientes, que permite uma nova formação. infelizmente, não são apoiados nesse sentido, pelo ESTADO, pois, penso que deveriam ter apoio monetário, durante o período que tiverem longe da sua área da residência. por outro lado, existe também uma má imagem da parte de certos políticos que estão no poder ou que influenciam as decisões nesse sentido. na minha opinião, penso que muitos desses políticos foram no passado, estudantes universitários revolucionários, que lutavam contra as autoridades policiais, apoiadas pela ditadura da época, que reprimiam tudo o que fosse contra o regime. esses estudantes lutaram arriscando as suas próprias vidas, em nome da democracia e dos direitos humanos. a imagem da polícia política (PIDE), marcou-os profundamente, tendo transmitido essa imagem as novas gerações que nasceram nos anos 60 em diante, convencendo-os de que as autoridades policiais não são muito diferentes da PIDE. imagem, que infelizmente, directa ou indirectamente, é transmitida aos cidadãos, e que, vigora ainda hoje em dia. mesmo que não existem hoje essa polícia de repressão, mas muitos cidadãos, inconscientemente, agem nesse sentido mesmo que quando se refere a assuntos banais. perante isso devemos reflectir o seguinte:
    - a segurança pública precisa de ser respeitada e saber respeitar o cidadão;
    - a segurança pública precisa de uma imagem credível, com uma certa autoridade, que transmita uma certa segurança e conforto ao cidadão;
    - o cidadão não pode tolerar falta de respeito e agressão física ou atentado à vida de quem nos protege.
    está na hora de quem fez as leis ou apoiou nesse sentido, pensar duas vezes, antes de humilhar a segurança pública. não confundir com as autoridades policiais de uma época remota e já esquecida.
    os tempos são hoje muito diferentes: precisamos de mentalidades abertas e não dinossauros que nos governam.

      Data/hora atual: Seg 22 Maio 2017, 19:20