Fórum Oficial da ANASP

Bem-vindo ao Fórum Oficial da ANASP, Fundada em 2009 | Associação Nacional Agentes Segurança Privada | Portugal

Registe-se, conecte-se e contribua no melhor fórum de divulgação da Segurança Privada.

Visite-nos no Site Oficial ANASP em www.anasp.pt.vu

ANASP nas Redes Sociais

Siga-nos nas principais redes sociais e acompanhe todas as novidades!

FACEBOOK
Subscreva e comente as actividades e notícias da ANASP
Siga aqui https://www.facebook.com/AssociacaoNacionalDeAgentesDeSegurancaPrivada

TWITTER
Ligue-se à maior rede social corporativa do mundo
Siga aqui https://twitter.com/ANASPups

YOUTUBE
Acompanhe e partilhe os vídeos da ANASP
Subscreva aqui http://www.youtube.com/user/ANASPTV
Fórum Oficial da ANASP

Bem-vindo ao Fórum Oficial da ANASP, Fundada em 2009 | Associação Nacional Agentes Segurança Privada | Portugal

ANASP - Associação Nacional Agentes Segurança Privada

"UNIDOS PELO SECTOR"

Sede: Urbanização Caliço, Lote P10, Frente A, 8200 Albufeira (ao lado terminal autocarros Albufeira)
Delegação Faro: Rua Libânio Martins, nº14, Fração B na União de Freguesias da Sé e São Pedro.

Delegação Lisboa:  Rua Abranches Ferrão Nº 13, 1º, 1600-296 Lisboa (Em frente à Loja do Cidadão das Laranjeiras)

Delegação Braga: Rua Dr. Francisco Duarte, 75/125, 1º, Sala 23, C.C. Sotto Mayor – 4715-017 Braga

 (ao lado Segurança Social de Braga, contactar Dra. Eva Mendes)

Telemóvel: 938128328 Telefone: 289048068


Horário de atendimento: Segunda a Sexta: 09h/12h - 14h/17h

Telefone: +351 253 054 799

Telemóvel: /+351 965293868  / +351 936345367(tag) / +351 917838281

Email: geral.anasp@gmail.com

Últimos assuntos

» ofertas emprego
Sex 31 Jul 2015, 14:34 por ANASP

» ofertas emprego
Sex 31 Jul 2015, 14:31 por ANASP

» Ofertas emprego
Sex 31 Jul 2015, 14:28 por ANASP

» Ofertas de Emprego Segurança Privada
Sex 31 Jul 2015, 13:54 por ANASP

» (2)ANASP_Newsletter_23julho
Qui 23 Jul 2015, 14:23 por ANASP

» ANASP_Newsletter_23julho
Qui 23 Jul 2015, 14:16 por ANASP

» (2)ANASP_Newsletter_16julho
Qui 16 Jul 2015, 14:43 por ANASP

» ANASP_Newsletter_16julho
Qui 16 Jul 2015, 14:10 por ANASP

» (2)ANASP_Newsletter_15julho
Qua 15 Jul 2015, 13:58 por ANASP

Galeria


Navegação


    (2)ANASP_Newsletter_28maio

    Compartilhe
    avatar
    ANASP
    Admin

    Mensagens : 3215
    Reputação : 61
    Data de inscrição : 17/07/2009
    Idade : 38
    Localização : Portugal
    28052015

    (2)ANASP_Newsletter_28maio

    Mensagem por ANASP

    27-05-2015



    -----------------------------------------------------------------------


    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    Os dois Navios Patrulha Oceânicos (NPO) para a Marinha portuguesa vão começar a ser construídos em Setembro nos estaleiros da West Sea, subconcessionária dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo (ENVC), por 77 milhões de euros. 

    A informação foi avançada esta quarta-feira à agência Lusa por fonte governamental, na sequência da visita que o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, realiza à empresa às 15h00, para participar na cerimónia que assinala um ano desde que a West Sea assumiu a subconcessão dos terrenos e infraestruturas dos ENVC. 

    De acordo com a mesma fonte governamental, a construção daqueles navios vai permitir a criação de mais 200 postos de trabalho, aos quais se juntam aos actuais 200 empregos. A mesma fonte adiantou que a autorização para abertura das negociações conducentes à construção dos NPO será dada pelo Governo "na próxima quinta-feira, ou mais tardar na próxima semana", em conselho de ministros, sendo que "a West Sea é a única entidade nacional capacitada para a construção deste tipo de embarcação". 

    Os dois navios deverão estar concluídos em 2017, para serem entregues à Marinha em 2018. A possibilidade de este contrato ser entregue à West Sea já tinha sido colocada em Dezembro passado pelo ministro da Defesa, José Pedro Aguiar-Branco. 

    Durante uma cerimónia realizada nos estaleiros de Viana do Castelo para a assinatura do primeiro contrato de construção naval fechado pela subconcessionária dos ENVC, José Pedro Aguiar-Branco anunciou a intenção do Governo de avançar com a construção de dois NPO, no âmbito da nova Lei de Programação Militar. Na ocasião manifestou esperança, "porque a isso obrigam as regras da concorrência", de que Viana do Castelo "reunisse as condições para fazer estas construções". ([Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.])


    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

    O Dia da Marinha teve este ano Lisboa como centro das celebrações e a Praça do Comércio, junto ao cais das colunas, foi o palco principal. Um palco onde Luís Manuel Fourneaux Macieira Fragoso, Almirante Chefe do Estado-Maior da Armada (CEMA), alertou para a falta de recursos materiais, humanos e financeiros na Marinha.

    O Almirante começou por afirmar que mesmo com nos actuais tempos de «grande exigência, pela exiguidade, quer em recursos financeiros, quer em pessoal» e «com algumas limitações» foi assegurado «o Dispositivo Naval Padrão no Continente e nas Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira, recorrendo para o efeito a todos os meios existentes». 

    Mesmo com fortes limitações de recursos a Marinha esteve presente, no último ano, em diversas missões internacionais, lembrou o Almirante, referindo «designadamente no Afeganistão, contribuindo para a segurança e estabilidade regional, na missão de treino militar no Mali e na República Centro Africana». E nas conhecidas acções «no Mediterrâneo e no Golfo da Guiné».

    Em relação à missão no Golfo da Guiné, o Almirante referiu que «a nossa presença neste teatro é muito relevante para os nossos parceiros e aliados porque participando no esforço global, necessário para garantir a segurança no Golfo da Guiné, demonstramos o nosso empenhamento na região e, simultaneamente, através das acções de cooperação específicas com os países africanos de língua portuguesa, contribuímos para edificação e desenvolvimento das capacidades dessas marinhas amigas».

    Um exemplo de cooperação com países africanos lusófonos foi «o emprego da fragata Alvares Cabral no auxílio a Cabo Verde, aquando da erupção do vulcão na ilha do Fogo», lembrou o CEMA. 

    Para que seja possível à Marinha envolver-se nas diversas missões, nomeadamente «em acções de combate ou, como neste caso, prestando auxílio a populações vítimas de situações de catástrofe ou calamidade» é preciso que haja Poder Naval, alerta o Almirante, ou seja, possuir «mobilidade, flexibilidade e sustentação» e para isso «é necessário ter navios prontos». 

    Para ter navios prontos é «necessário ter, em permanência, o material pronto e disponível, a guarnição completa e treinada, requerendo para o efeito um investimento considerável em recursos materiais, humanos e financeiros», afirmou o CEMA. 

    Referindo-se à Lei da Programação Militar (LPM) aprovada pelo Governo, o CEMA referiu que «ainda subsiste um volume insuficiente de investimento militar destinado à Marinha, necessário para a adequada edificação das capacidades requeridas». Esclarecendo que «nas actividades marítimas é tudo muito dispendioso e mais ainda na Marinha militar. Tal facto exige uma programação de longo prazo».

    «Assim, torna-se imperioso assegurar que a LPM seja dotada com as verbas necessárias à concretização dos programas de reequipamento e, sobretudo, evitar todo o tipo de restrições que possam vir a ser imputadas à utilização das verbas previstas, pois estas são altamente perturbadoras para a concretização dos programas», afirmou o Almirante. 

    No Dia da Marinha o CEMA também chamou a atenção para o valor da extensão da plataforma Continental, referindo que com esta extensão «abrir-se-ão oportunidades únicas de transformar Portugal» e desta forma «deixar-mos de ser um pequeno país periférico no continente Europeu, para nos transformar-mos, num país marítimo e central no espaço atlântico»

    O Almirante chamou a atenção do Governo para algumas oportunidades de investimento, nomeadamente para a possibilidade da aquisição a França de um Navio Polivalente Logístico, que mesmo com 15 anos de operação considera ser uma boa compra. 

    Como exemplo de oportunidades já concretizadas referiu a aquisição dos quatro navios, da classe STANFLEX, à Dinamarca. Mas o Almirante também alertou para outra necessidade que considera fundamental para o cumprimento da missão da Marinha, ou seja a falta de Corvetas, referindo que as existentes «estão à beira do fim inexorável, cuja substituição foi forçadamente adiada, devido ao não cumprimento do calendário programado para o fornecimento dos Navios de Patrulha Oceânica». ([Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.])




    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    Portugal ascendeu aos lugares cimeiros do ranking dos países com menores taxas de mortalidade nas praias.

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    A XVI reunião dos ministros da Defesa Nacional da comunidade lusófona decorreu na cidade de São Tomé, nos dia 25 e 26 de maio.





    -----------------------------------------------------------------------------------------------------

    **O IPMA recebeu os alunos da Escola Superior Náutica Infante D.
    Henrique (ENIDH)**

    Os alunos do Curso de Pilotagem da ENIDH visitaram pela primeira vez
    o Departamento de Meteorologia e Geofísica do Instituto Português
    do Mar e da Atmosfera (IPMA).

    Durante a visita...

    Ler mais...
    <[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]>

    ----------------------------------------------------------------------------------------------------

     
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
     
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
    27 May 2015
    PR (2015) 084
     
     
    [size=36]Secretary General says NATO must adapt to a changing world[/size]
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
    Secretary General Jens Stoltenberg has stressed that NATO must “be prepared for the long haul” as it adapts to rising challenges from both the south and the east. In a speech at the Center for Strategic and International Studies (CSIS) in Washington D.C. on Wednesday (27 May 2015), Mr. Stoltenberg focused specifically on the challenge posed by “a resurgent Russia”.
    Calling Russia’s aggressive actions in Ukraine “part of a disturbing pattern”, the Secretary General warned that Moscow’s actions have undermined European security principles, including respect for borders, the independence of states, and military transparency and predictability. In response, he underlined that NATO is reinforcing its collective defence, keeping channels of communication open with Russia, and supporting European partners. The Secretary General stressed that in a changing world, “one thing that will not change,” is NATO’s “determination to stand united.”


    _________________
    UNIDOS PELO SECTOR
    Compartilhar este artigo em: BookmarksDiggRedditDel.icio.usGoogleLiveSlashdotNetscapeTechnoratiStumbleUponNewsvineFurlYahoo!Smarking


      Data/hora atual: Sex 24 Nov 2017, 22:22