Fórum Oficial da ANASP

Bem-vindo ao Fórum Oficial da ANASP, Fundada em 2009 | Associação Nacional Agentes Segurança Privada | Portugal

Registe-se, conecte-se e contribua no melhor fórum de divulgação da Segurança Privada.

Visite-nos no Site Oficial ANASP em www.anasp.pt.vu

ANASP nas Redes Sociais

Siga-nos nas principais redes sociais e acompanhe todas as novidades!

FACEBOOK
Subscreva e comente as actividades e notícias da ANASP
Siga aqui https://www.facebook.com/AssociacaoNacionalDeAgentesDeSegurancaPrivada

TWITTER
Ligue-se à maior rede social corporativa do mundo
Siga aqui https://twitter.com/ANASPups

YOUTUBE
Acompanhe e partilhe os vídeos da ANASP
Subscreva aqui http://www.youtube.com/user/ANASPTV
Fórum Oficial da ANASP

Bem-vindo ao Fórum Oficial da ANASP, Fundada em 2009 | Associação Nacional Agentes Segurança Privada | Portugal

ANASP - Associação Nacional Agentes Segurança Privada

"UNIDOS PELO SECTOR"

Sede: Urbanização Caliço, Lote P10, Frente A, 8200 Albufeira (ao lado terminal autocarros Albufeira)
Delegação Faro: Rua Libânio Martins, nº14, Fração B na União de Freguesias da Sé e São Pedro.

Delegação Lisboa:  Rua Abranches Ferrão Nº 13, 1º, 1600-296 Lisboa (Em frente à Loja do Cidadão das Laranjeiras)

Delegação Braga: Rua Dr. Francisco Duarte, 75/125, 1º, Sala 23, C.C. Sotto Mayor – 4715-017 Braga

 (ao lado Segurança Social de Braga, contactar Dra. Eva Mendes)

Telemóvel: 938128328 Telefone: 289048068


Horário de atendimento: Segunda a Sexta: 09h/12h - 14h/17h

Telefone: +351 253 054 799

Telemóvel: /+351 965293868  / +351 936345367(tag) / +351 917838281

Email: geral.anasp@gmail.com

Últimos assuntos

» ofertas emprego
Sex 31 Jul 2015, 14:34 por ANASP

» ofertas emprego
Sex 31 Jul 2015, 14:31 por ANASP

» Ofertas emprego
Sex 31 Jul 2015, 14:28 por ANASP

» Ofertas de Emprego Segurança Privada
Sex 31 Jul 2015, 13:54 por ANASP

» (2)ANASP_Newsletter_23julho
Qui 23 Jul 2015, 14:23 por ANASP

» ANASP_Newsletter_23julho
Qui 23 Jul 2015, 14:16 por ANASP

» (2)ANASP_Newsletter_16julho
Qui 16 Jul 2015, 14:43 por ANASP

» ANASP_Newsletter_16julho
Qui 16 Jul 2015, 14:10 por ANASP

» (2)ANASP_Newsletter_15julho
Qua 15 Jul 2015, 13:58 por ANASP

Galeria


Navegação


    ARTIGOS_06 a 09 jun

    Compartilhe
    avatar
    ANASP
    Admin

    Mensagens : 3215
    Reputação : 61
    Data de inscrição : 17/07/2009
    Idade : 37
    Localização : Portugal
    09062014

    ARTIGOS_06 a 09 jun

    Mensagem por ANASP

    [size=32]ARTIGOS[/size]



    Segurança e Ciências Forenses[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Incêndios – Regulamento do Fogo Técnico
    by Segurança e Ciências Forenses
    [ltr]Nos termos da legislação em vigor, as ações de fogo técnico, nas modalidades de fogo controlado e fogo de supressão, só podem ser realizadas de acordo com as normas técnicas e funcionais a definir em regulamento do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, I.P., homologado pelo membro do Governo responsável pela área das […]
    Ler mais deste artigo[/ltr]

    ------------------------------
    Cartaz das comemorações do 10 Junho 2014

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
    [size]




    A Defesa Nacional é importante também na defesa dos valores de liberdade e harmonia
    José Pedro Aguiar-Branco esteve, hoje, na cerimónia da assinatura do Protocolo de Cooperação entre o Ministério da Defesa Nacional e o Instituto Politécnico de Viseu e nas actividades realizadas no âmbito do Dia da Defesa Nacional. Durante as breves palavras que proferiu revelou que é, não raras vezes, questionado sobre o porquê da existência das Forças Armadas, uma vez que Portugal não está em Guerra.

    Para o titular da pasta da Defesa, "as novas gerações tendem a achar que as matérias de Defesa Nacional são algo que acontecem para interesse de outros", principalmente além-fronteiras, "e ignoram que a Defesa Nacional, num conceito moderno de século XXI, obriga a que o país assuma as suas responsabilidades mesmo para lá das fronteiras geográficas".

    "É de uma grande arrogância acharmos que a nossa geração, a nossa juventude e o nosso país não tenha que ser chamado a participar no que diz respeito à defesa dos valores que nós queremos que persistam numa sociedade civilizada: os valores da liberdade e da harmonia entre os povos, que permitam o desenvolvimento são e saudável das nossas sociedades", acrescentando que "hoje este mundo global ainda aconselha mais a que se invista nesta dimensão da defesa".

    Recorrendo a uma questão actual o ministro da Defesa Nacional explicou que as ameaças de hoje não passam apenas pelo terrorismo, pela pirataria ou pelo narcotráfico, mas também pelas novas ameaças que se verificam em relação ao mundo ocidental dando o exemplo da situação na Crimeia.

    "Um tipo de ameaça que julgávamos estar ultrapassado e que, de um momento para o outro, aparece de uma forma muito real e que mostra que temos que ser capazes de responder quer ao tipo de ameaças novas que existam, quer às ameaças convencionais, que se traduziram naquilo que tem a ver com a violação de um direito internacional, que pôs em causa um Estado soberano", realçou.

    José Pedro Aguiar-Branco defendeu ainda que "antes do Estado social, da ciência e da educação", têm de ser salvaguardadas as "condições de segurança e de paz, para que o desenvolvimento se possa fazer de forma harmoniosa". (Defesa)

    [/size]

    CEMGFA INAUGURA EXPOSIÇÃO DAS FORÇAS ARMADAS NA GUARDA

    [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
    [size]
    O Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas, General Pinto Monteiro, inaugurou ontem, 6 de Junho, a exposição das Actividades Militares Complementares, no Parque Urbano do Rio Diz, cidade da Guarda, integrada no programa geral das comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas.Bandeira a tope

    O espaço de exposição, que ficará aberto à população até ao dia 10 de Junho, no período das 10H00 às 24H00, é constituído por 38 estações, que apresentam diversos meios, capacidades e valências da Marinha, do Exército e da Força Aérea.

    Para além das demonstrações gímnicas do Colégio Militar e do Instituto dos Pupilos do Exército, fazem ainda parte das Actividades Militares Complementares, as demonstrações de "Inactivação de Engenhos Explosivos" e de "Cães de Guerra".

    No âmbito cultural, as Actividades Militares Complementares incluem os concertos da Orquestra Ligeira do Exército (dia 08), da Banda da Força Aérea com a participação da artista convidada Vanda Rodrigues (dia 09) e da Banda da Armada (dia 10). 

    Todas as iniciativas comemorativas são orientadas para a dinamização da cidadania, visando o contacto próximo com as capacidades, meios e acções das Forças Armadas junto da população, no quadro da componente militar da Defesa Nacional. (Emgfa)

    [/size]

    Portugal e Espanha preparam novo acordo bilateral na área da defesa
    Decorreu, esta quarta-feira, a XXVII Cimeira Luso-Espanhola, em Vidago, Chaves. Durante esta Cimeira ocorreram várias reuniões sectoriais, em áreas como saúde, transportes e defesa. Estiveram presentes 6 ministros e 6 secretários de estado, de cada governo e o primeiro-ministro português e espanhol, Pedro Passos Coelho e Mariano Rajoy, respectivamente.

    No âmbito desta Cimeira reuniu-se também o IV Conselho Luso-Espanhol de Segurança e Defesa tendo estado presentes os ministros da Defesa de Portugal e Espanha, José Pedro Aguiar-Branco e Pedro Morenés Eulate, respectivamente, e o primeiro-ministro português e espanhol.

    Na sequência desta reunião Pedro Passos Coelho comunicou que os governos de Portugal e Espanha estão a trabalhar na negociação de "um novo acordo bilateral de defesa".

    O primeiro- ministro português referiu ainda o "degradar da situação de segurança no continente europeu", aludindo à situação da Ucrânia e dizendo que esta questão representa “uma séria ameaça à estabilidade euro-atlântica” e que a próxima Cimeira da NATO, no País de Gales, será um “ponto de viragem” para a Aliança Atlântica. Passos Coelho referiu também a "vizinhança a sul" do continente europeu como o outro dos "dois riscos securitários" em voga.

    Para além disto, e no que diz respeito à Política Comum de Segurança e Defesa da União Europeia, foi destacada a relevância da aprovação da Estratégia Europeia de Segurança Marítima até Junho de 2014.

    A situação no Sahel e as respectivas consequências para a segurança europeia foi um dos pontos que mais se destacou, tendo os dois países reafirmado a necessidade de melhorar a actuação conjunta, especialmente no Golfo da Guiné. 

    Foi reiterado o apoio às missões e operações da União Europeia em África. (Defesa)



    Secretária de Estado Adjunta e da Defesa Nacional convidada para “madrinha de guerra” da ADFA
    A Secretária de Estado Adjunta e da Defesa Nacional tornou-se “madrinha de guerra” da Associação dos Deficientes das Forças Armadas (ADFA), durante o Convívio Nacional comemorativo dos 40 anos da ADFA, que reuniu, este sábado, na Carapinheira (Montemor-o-Velho), mais de 1300 deficientes das Forças Armadas e seus familiares, vindos de todas as delegações, incluindo as regiões autónomas.

    Berta Cabral homenageou “os homens e mulheres que sempre recorreram ao espírito do combatente para ultrapassar as dificuldades destes 40 anos” e realçou o papel da direcção da ADFA, presidida pelo Comendador José Arruda, “na defesa dos interesses de cada uma dos Deficientes das Forças Armadas junto do poder político".

    A Secretária de Estado Adjunta e da Defesa Nacional, elogiada em diversas intervenções pela forma como tem defendido os direitos dos Deficientes das Forças Armadas, recordou como foi garantida a simplificação do processo de aquisição de próteses, que estavam abrangidas pela regra geral de procedimento concursal aplicável às entidades públicas.

    A discriminação positiva para os Deficientes Militares e suas viúvas, expcecionando-os da Contribuição Especial de Solidariedade, e a aceleração da decisão dos processos pendentes quanto à qualificação como Deficientes das Forças Armadas também foram recordadas.

    Relativamente aos desafios imediatos, Berta Cabral referiu-se em concreto a três iniciativas: instalar uma estrutura semelhante ao CRPGaia na região de Lisboa, preferencialmente no Campus de Saúde Militar, para assegurar a produção e reparação de próteses; instalar um grande Lar Militar, eventualmente nas instalações do antigo Hospital Militar de Belém, correspondendo ao interesse já manifestado pela Cruz Vermelha Portuguesa; e garantir que os deficientes das Forças Armadas continuarão a ter as despesas de saúde integralmente cobertas pela ADM.

    Organizado pelo Núcleo de Coimbra, presidido por José Girão, o Convívio contou com a presença do presidente da Câmara Municipal de Montemor-o-Velho, Emílio Torrão, o presidente da Junta de Freguesia da Carapinheira, Vítor Pardal, e dos Dirigentes Nacionais da ADFA. (Defesa)



    RTP associa-se à evocação do Centenário da Primeira Grande Guerra
    A RTP vai associar-se às evocações do Centenário da Primeira Grande Guerra, através da produção de conteúdos televisivos “com o objectivo de divulgar, junto do grande público, as razões do envolvimento de Portugal” naquele conflito.

    A iniciativa resulta de um protocolo assinado, no dia 27 de maio, entre a empresa e a Comissão Coordenadora das Evocações do Centenário da Primeira Grande Guerra, onde estiveram presentes o ministro da Defesa Nacional, José Pedro Aguiar-Branco, e o ministro Adjunto e do Desenvolvimento Regional, Miguel Poiares Maduro.

    Durante a cerimónia de assinatura, que decorreu na sede da RTP, em Lisboa, o Presidente da Comissão Coordenadora, general Mário Oliveira Cardoso, destacou o empenho do Governo em homenagear “o sacrifício do povo português” e dos soldados envolvidos na Primeira Grande Guerra”.

    Para o general Mário Oliveira Cardoso, as guerras “não são assuntos exclusivos dos militares” e, no caso da Primeira Grande Guerra, a mesma “foi uma questão da estratégia nacional, não dispensando uma presença militar”.

    O Presidente da RTP Alberto da Ponte referiu, por sua vez, que “este protocolo irá permitir, nos próximos quatro anos, o desenvolvimento de várias iniciativas conjuntas para evocação da participação de Portugal na Primeira Grande Guerra”, um evento que “marcou, profundamente, a sociedade portuguesa”.

    “Essa é também a missão do serviço público que a RTP deve cumprir”, frisou o presidente da RTP, acrescentando que “todos estamos comprometidos nesta evocação para que as novas gerações não esqueçam as evoluções da história”.

    O ministro Adjunto e do Desenvolvimento Regional destacou a importância das evocações na construção do “projecto de integração europeia”, um “instrumento fundamental para garantir a paz e a convivência entre todos”.

    Para Miguel Poiares Maduro “é fundamental a promoção de um debate público mais arrumado e sério” e no qual a RTP tem um papel determinante: “Construir e preservar a nossa memória histórica (…) são objectivos fundamentais – eu diria mesmo estruturantes - do serviço público de rádio e de televisão”, referiu ainda.

    O ministro da Defesa Nacional destacou a “liberdade e a necessidade de defesa e de harmonia entre os povos europeus”, acrescentando que ao fazermos a “reprodução” da “guerra das trincheiras”, estamos a “homenagear quem perdeu a vida”.

    “Ao homenagearmos o passado, estamos a olhar para o presente e a ajudar a construir o futuro. Estas são matérias fundamentais para assegurar a liberdade e a paz para que possamos viver em harmonia”, referiu ainda José Pedro Aguiar-Branco. (defesa)


    DECORREU O III CURSO INTENSIVO DE CONTRATERRORISMO
     
    [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Decorreu, neste Instituto, de 5 a 16 de maio de 2014, o III Curso Intensivo de Contraterrorismo. À semelhança das edições anteriores, registou-se uma grande adesão do público-alvo que o curso visava, participação que se traduziu na diversidade das áreas de formação científica e profissional dos participantes e na sua variada proveniência geográfica, sendo de destacar, em particular, alunos de Angola, Moçambique, Cabo Verde, Brasil e França.
    A abertura do Curso contou com a presença do Professor Catedrático Adriano Moreira, que nos falou do Terrorismo como fenómeno marcado pelo uso da violência, como fenómeno de recurso e afirmação de poder individual, ideológico, político-estatal, religioso, e dos perigos da desregulada migração do sul pobrepara o norte aparente rico, como fluxo gerador de segregações sociais e territoriais, próprias de nascimento de sentimentos não identificáveis com a pessoa humana.
    O corpo docente contou com professores da Universidade do Minho, da Universidade Católica Portuguesa, da Academia Militar, da Universidade Autónoma de Lisboa e da Universidade Nova de Lisboa, que trouxeram uma visão holística do Terrorismo e do Contraterrorismo, que foi ampliada e aprofundada com uma vertente operativo-policial, desenvolvida pelos professores especialistas do nosso Instituto, membros da Polícia de Segurança Pública.
    No âmbito da cerimónia de encerramento do curso, em 16 de maio de 2014, realizou-se a Conferência “Segurança e Terrorismo Internacional”, em que participou o Prof. Doutor Armando Marques Guedes, da Universidade Nova de Lisboa, e o Professor Catedrático Fernando Reinares, moderada pelo Mestre Hermínio Matos, Docente do ISCPSI e Investigador do ICPOL-ISCPSI. Fernando Reinares, Professor Catedrático de ciência política e Investigador Principal do Real Instituto Elcano de Madrid, a par da conferência geral sobre o fenómeno do Terrorismo, apresentou, em Portugal, o seu novo livro com o título: Matadlos. Quién estuvo detrás del 11-M y por qué se atentó en España.





    ------------------------------------------------------------------------------



    [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] Seminário Internacional sobre “A Parceria Transatlântica de Comércio e Investimento” (18 e 19 de junho pelas 10h00) 
    18 junho 2014 

    O Instituto da Defesa Nacional, em parceria com o Instituto Português de Relações Internacionais e a Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento, realizará nos dias 18 e 19 de junho de 2014 um Seminário Internacional sobre “A Parceria Transatlântica de Comércio e Investimento” (programa em anexo).

    O Seminário incluirá 4 painéis subordinados aos seguintes temas: A crise europeia e a Parceria Transatlântica de Comércio e Investimento; A economia portuguesa e a Parceria Transatlântica; Portugal, os Estados Unidos e a Parceria Transatlântica; Portugal, a União Europeia e a Parceria Transatlântica. A conferência de abertura será proferida por Robert Lieber, Universidade de Georgetown.

    Sua Excelência o Ministro da Defesa Nacional, Dr. José Pedro Aguiar-Branco, presidirá à sessão de abertura do seminário.

    Inscrição

    -------------------------------------------------------------------------------------------




    NATO / ACO



    [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
    Statement by the NATO Secretary General on the inauguration of President Poroshenko
    07 Jun. 2014
    On behalf of the North Atlantic Alliance, I warmly congratulate Petro Poroshenko on his inauguration as the President of Ukraine. I wish him every success in carrying forward this new position of responsibility at a defining time in Ukraine’s history.


















    [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
    Statement by NATO Secretary General on the so called elections in South Ossetia, Georgia
    09 Jun. 2014
    NATO does not recognise the election held on 8 June in the Georgian region of South Ossetia. ...


    _________________
    UNIDOS PELO SECTOR
    Compartilhar este artigo em: BookmarksDiggRedditDel.icio.usGoogleLiveSlashdotNetscapeTechnoratiStumbleUponNewsvineFurlYahoo!Smarking


      Data/hora atual: Dom 30 Abr 2017, 12:53